aBiofamily

RECEITA: Momos

momos

Os momos são dos pratos mais pedidos nos albergues de montanha do Nepal. Têm um invólucro delicado, quase transparente, e um recheio de legumes finos, com um toque de gengibre. Cada prato de momos (uma dose tem 8 a 12 pequenos pastéis) é um encontro marcado com uma série de memórias, com um desfilar de picos e vales.

Recordo com um sorriso nos lábios o dia em que os aprendi a fazer. O olhar expectante de todos os cozinheiros do hotel, a ver como me saía com o meu primeiro momo, e a felicidade estampada no rosto por terem sido tão bons professores. Obrigada, Prem e toda a tua equipa, por esta magnifica experiência.

Ingredientes:

  • 500g seitan
  • 500 g farinha trigo (ou espelta, ou Kamut)
  • ½ couve branca
  • 1 molho de coentros
  • 3 cebolas médias
  • 4 dentes de alho
  • 1 pedaço de gengibre fresco com cerca de 1 cm
  • sal marinho integral
  • 1 fio de azeite
  • shoyu

Seja qual for o recheio que vai fazer, comece por preparar a massa. É muito fácil: basta juntar água à farinha e uma pitada de sal, e amassar até obter uma massa homogénea e elástica. Amasse bem durante 15 minutos e depois reserve.

Corte o seitan, as cebolas, os alhos, o gengibre, a couve branca e os coentros, tudo muito fino.

Tempere o seitan com umas gotas de shoyu.

Numa panela, leve as cebolas e os alhos ao lume com um fio de azeite, e deixe alourar. Acrescente o seitan e deixe cozinhar 5 minutos, findos os quais adiciona todos os outros ingredientes e deixa cozinhar até estarem macios.

Divida a massa em pequenas porções para fazer pequenas bolas. Estenda finamente com o auxílio do rolo da massa (se precisar, pode polvilhar com um pouco de farinha), corte círculos e coloque uma colher de chá bem cheia do recheio no centro. As maneiras de fechar os momos variam muito, pode ser “estilo rissol”, “estilo chamuça”, “estilo trouxinha” ou ao “estilo do Prem” – o chef de cozinha que conheci em Katmandu. Os meus preferidos são os dois últimos. Agora é só cozer a vapor. Utilize um recipiente tradicional em bambu, ou um steamer em inox, unte muito bem o interior com azeite ou óleo de grainha de uva, e coloque os momos, deixando um pouco de espaço entre eles.

Entretanto, leve ao lume a panela para cozer com água. Quando levantar fervura, coloque o steamer com os momos na panela, tendo o cuidado de verificar que a água não lhes toca, e deixe cozinhar durante 10 minutos.

Os momos podem servir de refeição, de petisco ou de entrada, e são servidos mesmo assim, sem acompanhamento, para além de um molho simples.

Dica: para um sabor mais próximo daqueles a que estamos habituados, faça este molho, e assim obterá uma “receita de fusão”: numa colher de azeite, salteie meias luas de cebola, com dois dentes de alho picados e uma pitada de pimenta. Acrescente uma chávena de café de vinho branco e deixe reduzir. Termine, acrescentando raspa de meio limão e salsa picada. Regue os seus momos e delicie-se.

Atreve-te a ser diferente!
Alimenta-te de uma forma consciente e natural!